Ensino secundário em Portugal – Vida em Portugal #11

Ensino secundário em Portugal – Vida em Portugal #11

Olá, você! Estamos cá novamente para mais um post sobre o sistema educativo português. Agora vamos falar sobre o ensino secundário em Portugal (15 a 18 anos), o equivalente ao ensino médio brasileiro. Estes três anos são parte do ensino obrigatório em Portugal e são fundamentais para preparar os alunos para o ensino superior e/ou mercado de trabalho.

Já foram publicados aqui no blog informações sobre creches e educação pré-escolar (0 a 5 anos) e sobre o ensino básico (6 a 15 anos), só clicar nos nomes para ler sobre! 😉Sistema Educativo Português - ensino secundário em Portugal

Eu estou ilegal / irregular em Portugal, meus filhos têm direito à educação?

Sim! Está regulado no Decreto de Lei nº 67/2004, de 25 de março, que todos os menores em situação irregular no país possuem os mesmos direitos à saúde e educação que um cidadão em situação regular (nº 3 do art. 3º). Então, fiquem tranquilos que eles podem e devem estar estudando caso estejam na idade escolar obrigatória (6 a 18 anos).

Onde posso achar escolas do ensino secundário em Portugal?

145 views

Ensino básico em Portugal – Vida em Portugal #10

Ensino básico em Portugal – Vida em Portugal #10

Olá todos! Chegamos ao segundo post sobre o sistema educativo em Portugal. O primeiro foi esse aqui: Creches e educação pré-escolar em Portugal. Nesta postagem vou falar sobre o ensino básico em Portugal (6 a 15 anos).

Antes, uma rápida parada na lei que rege o sistema educativo em Portugal!

A lei que rege o sistema educativo português é a “Lei de Bases do Sistema Educativo Português, que foi aprovada a 14 de outubro de 1986*, tendo sido alterada posteriormente em 1997, 2005 e 2009. As duas primeiras alterações referiram-se a questões relacionadas com o acesso e financiamento do ensino superior (1997 e 2005), e a última, em 2009**, com o estabelecimento do regime da escolaridade obrigatória para as crianças e jovens que se encontram em idade escolar e a consagração da universalidade da educação pré-escolar para as crianças a partir dos 5 anos de idade (esta idade foi diminuída para 4 anos de idade com a lei 65/2015).

*Aprovada pela Lei n.º 46/86, de 14 de outubro, e alterada pelas Leis n.º 115/97, de 19 de setembro, 49/2005, de 30 de agosto, e 85/2009, de 27 de agosto
** Alterada pela Lei n.º 65/15, de 3 de julho” (fonte: Conselho Nacional de Educação)

Eu estou ilegal / irregular em Portugal, meus filhos têm direito à educação?

Sim! Está regulado no Decreto de Lei nº 67/2004, de 25 de março, que todos os menores em situação irregular no país possuem os mesmos direitos à saúde e educação que um cidadão em situação regular (nº 3 do art. 3º). Então, fiquem tranquilos que eles podem e devem estar estudando caso estejam na idade escolar obrigatória (6 a 18 anos).

Onde posso achar escolas do ensino básico em Portugal?

1.227 views

Como economizar #05 – Abrindo conta bancária em Portugal – Vida em Portugal #09

Post duplo! :O
Sim! Nossas duas séries de publicações se encontram (Como economizar x Vida em Portugal). E não vamos simplesmente falar sobre como abrir uma conta qualquer, e sim sobre a melhor opção de conta bancária em Portugal, seja você turista ou não.

Conta bancária em Portugal - Dois "kits" que recebemos do banco Activo Bank. Atenção em todos os detalhes.

Dois “kits” que recebemos do banco Activo Bank. Atenção em todos os detalhes.

Por esta menção do “turista” já deu pra entender que se você não é residente em Portugal isso não será problema para aproveitar a dica, né? E se você é do tipo que não tem paciência para ler muito, não se preocupe que iremos fazer aqui duas abordagens diferentes. Uma curta e direta, e uma mais explicativa para os que gostam ou tem tempo de ver mais detalhes.

Lembram do nosso post sobre ter uma conta digital? Pois bem, a possibilidade de termos a nossa conta bancária sem precisar pagar por isso é algo tão maravilhoso que era óbvio que iríamos querer uma conta igual quando estivéssemos aqui em Portugal. Só que não encontramos algo igual… Encontramos algo melhor! 😀

Wow, como assim!?

4.029 views

Creches e educação pré-escolar em Portugal – Vida em Portugal #08

Creches e educação pré-escolar em Portugal – Vida em Portugal #08

Olá todos! Este post é o primeiro sobre o sistema educativo de Portugal, no qual abordarei as creches e a educação pré-escolar em Portugal. Em breve virão posts sobre o ensino básico, secundário e superior. Neste post tentarei trazer de maneira simples e direta como funciona o sistema de creches (ou infantários) e a educação pré-escolar (ou jardim de infância).

Vou falar aqui rapidinho das leis que regem o sistema educativo, mas logo abaixo você pode ler o texto mais fácil e objetivo, tá bem? É sempre bom ter alguma base legal para falar dessas coisas importantes. 😉

A lei que rege o sistema educativo português é a “Lei de Bases do Sistema Educativo Português, que foi aprovada a 14 de outubro de 1986*, tendo sido alterada posteriormente em 1997, 2005 e 2009. As duas primeiras alterações referiram-se a questões relacionadas com o acesso e financiamento do ensino superior (1997 e 2005), e a última, em 2009**, com o estabelecimento do regime da escolaridade obrigatória para as crianças e jovens que se encontram em idade escolar e a consagração da universalidade da educação pré-escolar para as crianças a partir dos 5 anos de idade (esta idade foi diminuída para 4 anos de idade com a lei 65/2015).

*Aprovada pela Lei n.º 46/86, de 14 de outubro, e alterada pelas Leis n.º 115/97, de 19 de setembro, 49/2005, de 30 de agosto, e 85/2009, de 27 de agosto
** Alterada pela Lei n.º 65/15, de 3 de julho” (fonte: Conselho Nacional de Educação)

Creches / infantários / berçários em Portugal (0 a 3 anos)

Antes de frequentar as escolas mesmo, as crianças vão às creches, aqui conhecidas como infantários.

3.373 views

Brasileiros com dupla cidadania em Portugal – Vida em Portugal #07

Brasileiros com dupla cidadania em Portugal – Vida em Portugal #07

Olá! Este é um post para dar uma luz a brasileiros com dupla cidadania europeia que vem a Portugal para morar, seja a estudos ou trabalho. Existem muitos brasileiros com cidadania italiana ou com cidadania portuguesa que estão vindo para cá sem saber como regularizar familiares ou chamam o processo pelo nome errado. ATENÇÃO: este NÃO é um post que vai te ensinar como tirar sua cidadania europeia, ok?! 😉

Estarei usando nesta publicação o termo “cidadania” por ser o mais conhecido, usado e buscado entre os brasileiros que pesquisam o assunto, mas ressalto que o termo correto é “nacionalidade”, sendo portanto a forma certa de falar “nacionalidade portuguesa” ou “nacionalidade italiana”. A cidadania é exercício dos direitos e deveres civis, políticos e sociais estabelecidos na Constituição de um país. A cidadania é consequência da nacionalidade. Ok com esse termo, então? Vamos em frente.

Por enquanto eu e Rafael ainda não nos encaixamos nesse perfil (o processo da cidadania italiana dele vai começar a correr na justiça italiana em poucas semanas), então falarei apenas com base na lei e em entrevistas que consegui com brasileiros que já estão por cá e têm dupla cidadania.

Sempre que eu falar neste post de “cidadãos da UE” ou “cidadãos da União”, estou falando de cidadãos da União Europeia e “cidadãos de Estado terceiro” significa cidadãos de fora da União Europeia (tal como são os brasileiros).

Ter dupla cidadania faz diferença na hora de imigrar para Portugal?

Antes de responder esta pergunta, eu gostaria de esclarecer que dentro da União Europeia (UE) os cidadãos de qualquer um dos países da UE/EEE/Suíça (EEE = Espaço Econômico Europeu) tem livre circulação e ter cidadania italiana, espanhola, francesa ou alemã (e etc) em Portugal é quase tão tranquilo quanto ter a própria cidadania portuguesa na hora de imigrar para cá. Todos os cidadãos dos outros países da União Europeia estão regidos pela mesma lei em Portugal: Lei nº 37/2006, de 9 de Agosto, ou Lei dos cidadãos da UE (clique para ver a lei na íntegra). Ou seja, não faz diferença na prática ser alemão ou italiano se decidir ir para Portugal.

17.936 views

Como é estudar um mestrado em Portugal? Primeiras impressões – Vida em Portugal #06

Como é estudar um mestrado em Portugal? Primeiras impressões – Vida em Portugal #06

Olá, todos! Agora que completei meu primeiro semestre (prestes a entrar no segundo semestre), vou falar minhas impressões de como tem sido estudar um mestrado em Portugal. Eu conversei com uma amiga que estudou um semestre no bacharelado aqui e ela também concordou com tudo o que eu disse, então acredito que valha para ambos os níveis. Este será um post curto, porém pode ajudar algumas pessoas a terem uma noção de como é estudar mestrado nas terras lusitanas.

1.464 views

Custo de vida em Aveiro – Vida em Portugal #05

Custo de vida em Aveiro – Vida em Portugal #05

Olá! Neste post vou falar do custo de vida em Aveiro. Já existe um vídeo sobre isso, mas nesta postagem eu gostaria de falar alguns pontos que não deu para colocar (ou falei rapidamente no vídeo) e que acho que são importantes. Isso, claro, além de deixar por escrito aqui as informações que eu dei em vídeo, caso você seja uma pessoa que prefira ler.

custo de vida em AveiroPrimeiramente, tenha em mente que o salário mínimo atual em Portugal é de 557 euros. É usando o salário mínimo do país como referência que podemos dizer se algo é “caro” ou “barato”. Não devemos comparar o que conseguimos comprar com 10 euros em Aveiro ao que conseguimos comprar com 10 reais em Recife (por exemplo), tampouco devemos converter os tais 10 euros para reais na cotação atual e ver o que dá para fazer com isso no Brasil. Não é assim que funciona para quem vem para morar! Tendo isso em mente, vamos em frente. 🙂

5.144 views

Universidade de Aveiro oferece bolsas para brasileiros que prestaram ENEM

Universidade de Aveiro oferece bolsas para brasileiros que prestaram ENEM
A Universidade de Aveiro, em Portugal, está oferecendo 75 bolsas de incentivo para brasileiros que prestaram ENEM (em qualquer ano!) e obtiveram no mínimo 650 pontos.

As bolsas incentivo vão para estudantes do 1º ciclo (no Brasil conhecido como Licenciatura e/ou Bacharelado) e dão a possibilidade aos contemplados de pagar a propina (anuidade) no mesmo valor de um estudante nacional, que é o valor de 1.064 euros, em vez dos 4.000 ou 5.500 euros que são cobrados de alunos internacionais sem bolsa que estudam na UA.

1.340 views

Como digitalizar documentos com qualidade sem scanner #Dica rápida 01

por Gabriela Olem 1 Comment
Como digitalizar documentos com qualidade sem scanner #Dica rápida 01

Olá, você! É ideal sempre digitalizar documentos/cartões/papéis importantes e tê-los em um local seguro na internet, principalmente se você está viajando.

Às vezes você precisa enviar uma foto em boa qualidade de uma certidão sua para alguém, mas não tem scanner.

E aí, fica preocupado porque vai ter de achar alguém ou algum lugar que tenha uma máquina digitalizadora para resolver isso? Bem, não precisa mais (no melhor estilo “seus problemas acabaram!” das propagandas da Polishop, hehe). Vou te apresentar abaixo um aplicativo para smartphone que vai te ajudar e muito!

2.386 views

Conta digital: Diga adeus para as taxas do seu banco – Como economizar #04

por Rafael Marcolino 16 Comments
Conta digital: Diga adeus para as taxas do seu banco – Como economizar #04
iConta e Nubank: excelentes serviços financeiros sem taxas!

Opa, hora de economizar. Vamos falar desta vez de algo já existente no Brasil há alguns anos mas que muita gente ainda desconhece: a conta digital. 🙂

Se você tem conta corrente em algum banco e todo mês se chateia em ver parte do seu precioso dinheiro ir embora para pagar as taxas de manutenção/serviços da conta (entre outras despesas bancárias), anime-se, pois aqui mostraremos a solução. 😉

Quem é da época em que o uso de cartões de crédito/débito e consultas online não eram tão frequentes quanto hoje, já deve ter passado por situações nas quais precisou fazer mais saques do que o seu pacote cobria (e aí ter que pagar pelos saques excedentes) ou talvez precisou em uma mesma semana tirar mais de um extrato e ter que pagar por isso já que o banco só liberava um extrato gratuito por semana. Era a vida, precisava se cuidar para não ficar pagando extras ao banco, e embora a tecnologia esteja muito mais presente na atualidade, muitos acabam por continuar a pagar alguns extras ao seu banco. Mas este não é o principal ponto que quero mostrar, meu intuito nesta publicação é chamar a atenção para os dois custos realmente consideráveis, o custo de manutenção da conta e o custo das transferências nacionais. (Pois para as internacionais a melhor opção é esta aqui)
Talvez você nem faça transferência ou nem se importe em saber quanto paga ao seu banco para ter a conta ativa, mas a seguinte coisa você deve saber: ter uma conta digital fará com que você não tenha que pagar nada para mantê-la ativa, para fazer transferências ou por algum serviço excedente como saques e extratos.

E atenção, estamos falando de contas digitais, não confundam com bancos digitais. Se você ainda não confia nos novos bancos que tem aparecido, com propostas mais modernas, não se preocupe porque aqui vamos falar sobre ter contas em bancos tradicionais como Itaú, Banco do Brasil e Bradesco, e ainda assim não precisar pagar por elas.
*Atualização (Abril/2017): Em 2016 o BB já havia descontinuado a sua conta digital, em março de 2017 foi a vez do Bradesco e agora no mês seguinte o Itaú também suspendeu a abertura de novas contas digitais, entretanto, para quem já possuía as contas abertas o serviço continuará como antes. Contudo, ainda existem outras opções no mercado atual, conforme ainda falaremos aqui.

1.209 views