Um dia em Madrid – conexão longa, imigração e turismo {fotos e fatos}

por Gabriela Olem 6 Comments
Um dia em Madrid – conexão longa, imigração e turismo {fotos e fatos}

Para vir a Portugal, precisávamos fazer uma longa parada de praticamente um dia em Madrid por causa da conexão entre voos. Foi um dia inteiro na cidade, pois chegamos na capital espanhola às 6h da manhã e só iríamos pegar o voo para Lisboa às 23h. Então aqui vai nossa experiência!

Uma observação importante: este é um blog de relatos, não necessariamente de dicas. Claro que damos muitas dicas e informações interessantes quando podemos, mas em alguns casos, apenas falamos o que vivemos. Então existem casos em que não vamos saber dizer os nomes dos lugares, as melhores rotas, preços e etc, iremos somente relatar o que nos aconteceu. Compreendido? 🙂

Antes de tudo, estávamos apavorados com a imigração em Madrid. Havíamos lido coisas horríveis sobre o aeroporto de Barajas no que se tratava de imigrantes brasileiros. A maioria era de que todos os dias vários viajantes eram levados para uma “salinha” para serem entrevistados melhor (ou seria ser intimidados?) e que era comum acontecer de não conseguir entrar no país por motivos esdrúxulos. Sabendo disso, nos preparamos com duas cartas convite, feitas por dois portugueses diferentes, e cada carta com a tradução para espanhol.

Como eu disse, chegamos pouco depois das 6h da manhã. Era dia 10/08. Ainda estava escuro e só havia o nosso voo fazendo fila na imigração. Deixamos em mãos as cartas convite e os passaportes. As filas estavam andando bem ligeirinhas e as atendentes não pareciam trocar mais do que quatro palavras com quem passava. Em nossa vez entregamos os passaportes e a atendente nos perguntou para onde estávamos indo (em espanhol), eu respondi Portugal. Ela olhou nossos passaportes rapidamente, olhou para nossas caras e sem falar mais nada, carimbou os passaportes. Simples assim. Nos entregou, agradecemos e entramos. Ou seja, nossa experiência na imigração em Madrid foi absolutamente tranquila, apesar de todo o medo que nos fizeram. Talvez pelo horário, por ser muito cedo… Não sabemos. Mas foi um alívio!

Airport Express Madrid

 

De lá fomos conhecer a cidade. Saindo do aeroporto fomos à parada do “Airport Express“, o ônibus amarelo que liga o aeroporto ao centro da cidade. É só procurar pela placa amarelo com branco! Se não tiver um ônibus na hora, ele logo chega, pois eles saem a cada 15 minutos de dia e a cada 35 minutos de noite (informações do site), fazendo o percurso todo em cerca de 40 minutos com apenas três paradas. O custo é de ‎€5 por pessoa (valor de agosto de 2016) por viagem. Eu e Rafa pagamos €10 para ir ao centro e mais  ‎€10 para voltar ao aeroporto mais tarde. Dentro há espaço para bagagens e WiFi (que nem sempre funciona). Confira nas fotos ao lado e abaixo!

Airport Express Madrid

Airport Express Madrid – a parada do ônibus na área de desembarque do aeroporto

Conhecemos uma dupla de brasileiros super gente boa ainda antes de subir no ônibus e eles nos acompanharam em uma parte da manhã no passeio pela cidade. Descemos na parada da Plaza de Cibeles e de lá fomos andando pela calle de Alcalá, Gran Via, Plaza del Sol e depois por algumas ruelas onde encontramos um lugarzinho para tomar café da manhã, que estava bem gostoso e com o típico jamón.
Café da manhã em Madrid
Café da manhã em Madrid

 

Por fim paramos na Plaza Mayor e lá haviam guias do Green Tours Madrid esperando pessoas para fazer o tour gratuito a pé pela cidade. De lá nos despedimos dos brasileiros que estavam conosco e aproximadamente 11h das manhã iniciamos nosso tour com uma francesa bem simpática chamada Ombeline falando em inglês sobre a história de Madrid – daí já dá pra ter uma ideia de como a Europa era um caldeirão de misturas linguísticas e culturais.

Foto do grupo -

Foto do grupo – um casal brasileiro (nós), outro casal italiano e amigas croatas com uma guia francesa. Green Tour em Madrid.

Foram aproximadamente duas horas andando pela cidade, parando em alguns lugares para ouvir as explicações e histórias. O trajeto agora não temos como lembrar, pois foi andando por becos, ruas e praças. No meio do trajeto paramos para tomar o licor de madroño, uma fruta que segundo eles, só cresce na região de Madrid. É um licor bem docinho mesmo, mas nós não bebemos álcool, então não tivemos interesse em comprar. O ponto final foi o Palácio Real de Madrid. Demos umas platas para a Ombeline como agradecimento pelo passeio – apesar de ser gratuito, eles dizem que podemos contribuir com qualquer valor ao final do passeio, se quisermos. Recomendamos o serviço deles! Foram bem simpáticos! Tem guias falando em espanhol e em inglês. Tinha uma guia portuguesa por lá mas não haviam falantes de português o suficiente para fechar um grupo, por isso preferimos ir no inglês (espanhol rápido é difícil de entender!).

Burger King em Madrid

Depois disso, aproveitamos que o Burger King estava com Burger King em Madridpromoções e almoçamos lá (viajar low cost é isso aí, hehe). E aí, já cansados (pois foram duas noites sem dormir direito, uma viajando de ônibus do sul de SC até SP e outra viajando de avião de SP para Madrid) decidimos encontrar um cantinho para descansar. Andamos por alguns parques… E como tem parques! E depois de rodar um bocadinho, descansamos no Parque do Retiro. Deitamos na grama e cochilamos (ou pelo menos relaxamos bem). Lá era possível ficar bem tranquilos, ouvindo o som de um bosque com o trânsito ao fundo, respirar e pensar na vida. Estava calor pra caramba e a sombra das árvores era um alívio!

Perto das 17h voltamos à Plaza de Cibeles para pegar o Airport Express e voltamos ao aeroporto. Lá ficamos esperando até a hora de nosso voo.

Área de embarque do aeroporto de Barajas

Veredicto sobre Madrid? Adoramos! Uma cidade encantadora! Os prédios juntinhos, altos, cheios de detalhes e de varandinhas enchem os olhos. Tudo é grandioso e revela o capricho dos espanhóis para com a arquitetura. Definitivamente vale uns dois dias tranquilos de passeios pelos cantinhos do lugar, e olha que comparado ao tamanho total da cidade nós vimos pouquíssimo!

Plaza Mayor - Madrid Plaza Puerta del Sol - Madrid

Comentários

comentários

Comments ( 6 )

  1. ReplyMonica Patricia
    Nossa!!! Fiquei encantada! Que bela experiência essa de vocês! Legal mesmo, hein? Valeu muito a pena! Bom mesmo é poder dizer "uau, já estive em Madrid!! Uhuuu!!" Amei tudo! Saudades dos dois, viu?!
    • ReplyGabriela Olem
      Saudades também, Moniquinha! Vem nos visitar, mamis. Vais amaaaar! ♥
  2. ReplyAna
    Oi Gabriela, parabens pelo blog. estou com uma dúvida, onde você deixou suas bagagens? e qual o peso das bagagens que você levou? deu para levar bastante coisa para viver la? Obrigada desde já.
    • ReplyGabriela Olem
      Olá Ana! Nossas bagagens despachadas ficaram no aeroporto, nem chegamos a pegar em Madri, ainda bem. Achávamos que pelo tempo longo da conexão teríamos que ficar com as malas, mas não foi preciso. Só as pegamos de volta em Lisboa. Não me recordo agora os pesos das bagagens, mas foram três malas de rodinhas despachadas e duas mochilas que levamos conosco. Acho que as mochilas ficaram mais pesadas do que o permitido, mas relevaram. A maioria das roupas que eu trouxe estão sendo usadas, eu me desfiz de muita coisa antes de vir para cá e vim com pouco (comparado ao que eu já tive no passado). Uma coisa que fiz aqui em Portugal foi comprar roupas de frio, nem trouxemos muita coisa de frio do Brasil pois aqui iriamos achar coisas já adaptadas para o frio daqui e a preços bons (e foi o que aconteceu). Qualquer outra dúvida é só falar. ;) Abraços!
  3. ReplyHugo
    Olá Gabriela, parabéns pelo blog e pelas super dicas! Vou segui-las! :) Fiz a busca de uma passagem ao Porto e tem conexão de quase 17h horas em Madrid. Minha dúvida é se precisa de algum visto específico ou outro documento pra sair do aeroporto. Ninguém merece ficar tanto tempo numa conexão dentro do aeroporto. Tranquilo sair e voltar, em relação a imigração? Obrigado!
    • ReplyGabriela Olem
      Não precisa de visto específico. ;) Você passa uma vez na imigração, ao chegar no país. Na voltar ao aeroporto, não passa pela imigração de novo. Vai direto, pois vais estar indo para outro país da zona Schengen.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Você pode utilizar tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>