Como economizar #01 – Cartão de crédito

por Rafael Marcolino 0 Comments

Olá!
Como dito na publicação anterior, estamos iniciando uma pequena série de postagens que trarão dicas para você economizar e assim estar mais perto de fazer aquela viagem que você tanto deseja ou alcançar algum outro objetivo que você tenha. Hoje vamos falar sobre cartões de crédito e como ele pode te ajudar a economizar.

Este é um assunto que rende tanto que decidimos dividir o que temos pra falar em duas publicações, esta primeira que traz dicas de uma forma geral sobre os cartões e uma segunda que você vai saber sobre o que se trata no fim deste post.
Bom, muitos devem estar se perguntando: “Como que um cartão de crédito vai fazer com que eu consiga economizar? Ele não serve apenas para facilitar o pagamento das minhas compras?”. Veremos que nem sempre. ;D
O objetivo aqui será alertar para alguns detalhes importantes e que podem sim gerar uma economia para quem sabe fazer bom uso do cartão.
Leiam até o final porque lá haverá uma surpresa. 😉

Ter um cartão de crédito já foi um grande desejo para muita gente, mas com o tempo o processo foi sendo cada vez mais fácil e hoje em dia praticamente qualquer pessoa que queira pode conseguir um cartão facilmente, embora devido aos momentos de crise que o Brasil passa, muitos têm deixado de utilizar ou estão até mesmo cancelando os seus cartões.

Existem vários pontos a serem analisados para concluir se ter um cartão de crédito será vantajoso ou não para você. Veremos estes pontos agora, fiquem atentos porque são dicas importantíssimas.

1) Benefícios: Assim como existe uma grande quantidade de diferentes tipos de cartões, também existe uma grande quantidade de benefícios que eles oferecem. Normalmente a quantidade e o tipo de benefício irá influenciar totalmente no custo da anuidade do cartão, então a dica importante aqui é: não seja influenciado por causa de um belo número de benefícios, analise bem e verifique se o que você irá pagar de anuidade irá compensar a economia gerada por tais benefícios. Exemplos:
Se o cartão oferece 50% de desconto em teatros e você nunca vai ao teatro ou se ele te dá direito a meia entrada nos cinemas e você raramente vai ao cinema, talvez o valor que você esteja pagando pelo cartão seja maior do que a economia que você está tendo em pagar meia entrada, ou seja, você está perdendo dinheiro! Outro caso, se o cartão oferece seguro viagem para viagens internacionais, mas você ainda não tem condições de fazer tal tipo de viagem ou simplesmente irá viajar para destinos nacionais, também é outro caso onde você pode estar perdendo dinheiro por “pagar por um benefício” que você não vá usar.

2) Anuidade: Cartão de crédito sem anuidade não é nenhuma novidade no mercado, mas ainda existem muitas pessoas que pagam, e muito, por um cartão. Claro, se você faz valer a pena a anuidade do seu cartão, aí já é outro caso, mas o que se percebe é que a maioria das pessoas não utilizam ou nem mesmo conhecem os benefícios, o que pode ser um prejuízo para elas. Exemplo, se uma vez ao ano você vai ao exterior e você tem direito ao seguro viagem por utilizar o seu cartão na compra da passagem, provavelmente você já faz valer a pena o pagamento da anuidade deste seu cartão, e se você viaja mais de uma vez e ainda vai com a família, aí mesmo que a economia é grande!
Se você não entendeu a gente explica rapidinho com números. Vamos dizer que a anuidade é paga em 10 vezes de 40 reais (400 no total) e o seguro viagem que você teria que contratar seja 500 reais, logo, considerando que você faça sozinho ao menos uma viagem para outro país, então com base nesse exemplo o seu cartão gerou 100 reais de economia (pois você não precisou contratar um seguro por fora).

3) Utilização: Um dos motivos de muitos terem cancelado seus cartões está atribuído ao uso imprudente do cartão. É necessário ser racional e não gastar além do que você pode pagar. O uso inadequado do cartão pode trazer prejuízos terríveis, e é por isso que algumas pessoas veem o cartão como um inimigo em vez de um aliado que pode gerar economia. Compre apenas aquilo que você sabe que poderá pagar quando a fatura chegar.

4) Parcelamento: Não vamos nem comentar sobre parcelar faturas do cartão, pois isso é a segunda pior coisa que você pode fazer (a primeira é não pagar nada da fatura, hehe), já que os juros são absurdos. O parcelamento que queremos mencionar é sobre as compras efetuadas nos estabelecimentos, sobre quando parcelar ou não pode significar gerar economia para o comprador.
A dica que damos é que você tente parcelar as compras apenas se o valor à vista não sofrer aumento, e é sempre bom estar atento ao seguinte, para algumas empresas o valor à vista não necessariamente quer dizer pagamento em dinheiro e sim o pagamento em apenas uma vez no cartão. E por que sugerimos parcelar? Porque ter dinheiro disponível pode significar poder de barganha, então por mais que para algum estabelecimento o preço que ele vai te cobrar seja o mesmo para pagamento em dinheiro, em uma vez ou até em doze vezes no cartão, para alguns lugares o valor cobrado pode ser diferente para pagamento em espécie. Vamos ver um exemplo mais prático:
Supomos que você tenha 3.000 reais, queira comprar passagens que custarão 3.000 reais, mas também queira uma câmera fotográfica de 3.000 reais. As passagens na agência ou site em que você está não tem desconto para pagamento em espécie, então você já pode descartar o uso do valor que possui em mãos, mas além disso também não faz diferença se você vai pagar à vista no cartão (1 x 3.000) ou se irá pagar parcelado em dez vezes (10 x 300), sendo assim, é mais vantajoso você parcelar nestas 10 vezes e manter o dinheiro para caso surja alguma oportunidade em que o uso do cartão não seja vantajoso. Na sequência você vai comprar uma nova câmera, e o valor dela pode ser parcelado em 12 vezes de 300 reais (total de 3.600 reais) ou pagar os 3.000 à vista. Mas aí você ainda pergunta ao vendedor: “Esse valor à vista pode ser em uma vez no cartão? E se for à vista em dinheiro, tem desconto?”. Vamos dizer que para pagamento em espécie o vendedor diga que a máquina fica por 2.700 reais, ou seja, 10% de desconto e quase 1.000 reais a menos do que se você fosse parcelar em 12 vezes. Nisso fica claro o que fazer, certo? Se as passagens fossem pagas em dinheiro, não haveria agora grana suficiente para pegar a câmera com desconto, mas como você soube quando usar ou não o seu cartão/valor em espécie, eis que surgiu uma das formas de fazer o cartão te gerar economia, mesmo que de forma indireta. E aqui vai uma dica extra para quem talvez esteja se perguntando como poderia fazer isso se a máquina fotográfica fosse comprada pela internet. Muitas vezes você consegue este desconto para pagamento em espécie, basta você selecionar o pagamento por boleto em vez de cartão. 😉
Bom, este foi apenas um exemplo simples, espero que todos tenha conseguido entender a sacada do negócio. Qualquer dúvida é só perguntar lá nos comentários.

*Atualização (Novembro/2016):
Leia nesse post sobre o cartão que oferece descontos para quem antecipar as parcelas de uma compra e economize ainda mais!

5) Milhas: Para quem inevitavelmente possui muitos gastos, é interessante analisar a recompensa que seu cartão irá gerar no assunto milhas aéreas. Alguns oferecem 1 ponto para cada dólar gasto, outros 1,5 e alguns até 2 pontos por dólar. As formas de acumular milhas são muitas e existem grandes dicas para você aumentar o seu acúmulo, mesmo sem cartão de crédito, mas como este é um assunto com muita informação, então deixaremos isso para um post que vá falar apenas sobre as milhas. Se alguém ainda desconhece este tema, saiba que apenas fazendo os pagamentos que você faz no seu dia a dia, você pode conseguir milhas suficientes para viajar de graça, quer economia melhor que essa?

Agora a surpresa que falamos lá no começo. Trazemos aqui um bônus especial para você que gosta do cartão que utiliza atualmente mas que está descontente com a anuidade dele. Vejam o seguinte vídeo do Seiiti Arata, uma pessoa incrível e que está sempre trazendo muitas informações em diferentes assuntos. Recomendamos você seguir ele nas redes sociais pois através das dicas e cursos que ele oferece, você pode melhorar sua produtividade e ter até mesmo uma melhor qualidade de vida.

E mais uma surpresa pra finalizar, que tal você ter um cartão que tenha benefícios muito interessantes mas que não cobre anuidade? Parece bom, não é? Na verdade não só parece como é! Mas para não ficar muita informação de uma só vez, vamos falar sobre isso no próximo post desta série. Fiquem atentos para conhecer este cartão que é, para nós viajantes, muito interessante. 😉

Atualização: Já saiu o post sobre o cartão mencionado nesse último parágrafo, clique aqui para conferir. 😉

Publicações da série:
Como economizar #00 – Dicas e soluções financeiras
Como economizar #01 – Cartão de crédito (esta publicação)
Como economizar #02 – Nubank
Como economizar #03 – TransferWise: O Uber das transferências internacionais
Como economizar #04 – Conta digital: Diga adeus para as taxas do seu banco
Como economizar #05 – Abrindo conta bancária em Portugal

Comentários

comentários

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Você pode utilizar tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>