Visto de estudante para Portugal: passo a passo para conseguir – Vida em Portugal #02

Visto de estudante para Portugal: passo a passo para conseguir – Vida em Portugal #02

Olá, você! Cá estamos no 2º post da série da Vida em Portugal, onde vou falar sobre o visto de estudante para Portugal. O primeiro você pode conferir aqui, nele eu falei sobre como se inscrever, matricular-se e ser bolsista na Universidade de Aveiro. 😉

Para começar, obviamente, você precisa estar matriculado em uma instituição de ensino portuguesa, no meu caso, na Universidade de Aveiro. O processo para a inscrição e matrícula já foi explicado. Então, após estar matriculado na universidade, entre em contato com o setor de estudantes internacionais e peça pela carta de confirmação de vínculo com a universidade (ou carta de aceite, ou certidão para fins de visto) assim que der, o quanto antes. Eles vão te enviar por email um pdf que será um documento carimbado e assinado por alguém competente do setor e será isso que comprovará que você está realmente vinculado à instituição.

Dependendo de sua cidade, haverá um consulado, vice-consulado, consulado geral, consulado honorário ou até uma embaixada de Portugal por perto. O consulado honorário não resolve questões de visto, então se você mora em uma cidade que só tem o honorário, terá que procurar um consulado ou vice-consulado para dar entrada no seu visto. No meu caso, estava morando em Tubarão, sul de Santa Catarina, e não existe sequer consulado honorário no estado. Entrei em contato com o Vice-consulado em Curitiba (e isso foi uma baita perda de tempo para o meu caso, mas continue lendo que você entenderá o porquê) e pedi a lista de documentos necessários para dar entrada no visto de estudante, questionei prazos e perguntei sobre legalização de documentos. Me responderam o email no mesmo dia com uma listinha assustadora de coisas que eu tinha que levar. Vou listar abaixo e você pode baixá-lo aqui: Relação de documentos necessários,porém ATENÇÃO pois esta lista pode estar diferente do que eles pedem dependendo de quando você está lendo isto, então é super importante sempre entrar em contato perguntando o que é necessário para não deixar faltar algo. Vou aproveitar para comentar abaixo de cada tópico, se necessário, e colocar algumas observações pessoais e dicas!

Lista de documentos necessários para tirar o visto de estudante para Portugal (vice-consulado de Curitiba, informações de maio de 2016)

  1. Declaração do próprio requerente, especificando as atribuições profissionais que possui, o período que pretende permanecer em Portugal, o local de alojamento e as referências em Portugal;
    Faça uma cartinha falando o nº de seus documentos, sua profissão, onde se formou, onde vai estudar, as datas de processo seletivo, matrícula e início das aulas e quanto tempo pretende passar no país. Sobre o local de alojamento, seja sincero e diga que irá procurar um local para alugar na cidade “x”, se esse for seu caso, não precisa mentir nem sobre isso e nem sobre referências. Se não tiver nada, nem ninguém, isso é normal. Na referência eu coloquei meu amigo Augusto Ygor, também brasileiro, que está lá estudando! No final, diga que está disponível para demais esclarecimentos.
  1. 2 (duas) fotos 3×4 coloridas, com fundo branco e liso, recentes e com boas condições de identificação do requerente;
  1. comprovante de endereço atualizado, água, luz ou telefone fixo em nome do titular ;
    Eu não tinha comprovante de endereço em meu nome então entrei em contato com eles perguntando se poderia ser no nome de meu esposo e eles confirmaram. Ou seja, pode ser no do cônjuge, pai, mãe ou avô, desde que possa comprovar através de alguma certidão.
  1. Passaporte original com validade superior a 3 (três) meses, finda a validade do visto;
  1. Cópia autenticada do passaporte (somente páginas de identificação e das folhas usadas);
  1. Cópia autenticada da carteira de identidade (RG para brasileiros e RNE para estrangeiros). A validade do RNE deve ser superior ao término do pedido do visto, em 90 dias;
  1. Documentos que fundamentem o pedido deste visto ( CARTA DE ACEITE EMITIDA PELO ESTABELECIMENTO DE ENSINO PORTUGUÊS);
    Esta é a carta que a universidade vai te enviar afirmando que você está vinculado a ela.
  1. Para alunos de intercâmbio, apresentar Carta da Universidade Brasileira declarando que o aluno foi selecionado, dispensado para frequentar o estabelecimento de ensino em Portugal;
  1. Comprovativo da existência de meios de subsistência em Portugal: Declaração de responsabilidade emitida pelos pais, com firma reconhecida em cartório e último Imposto de Renda. OBS: Somente pais, avós, irmãos devidamente comprovados através de CERTIDÕES DE NASCIMENTO OU CASAMENTO podem ajudar no complemento dos meios de subsistência. – renda familiar aceita é de no mínimo € 1.500,00 mensais . Se for o próprio a manter-se, deverá esclarecê-lo por escrito, juntando documentos que o fundamentem;
    Esse ponto causa muito medo. Ele pede o valor de renda familiar de no mínimo 1.500,00 euros mensais, ou seja, os familiares que você está colocando como os que vão te ajudar a sobreviver em Portugal devem receber no mínimo esse valor (foi o que eu entendi). Não é que você deverá ter isso todo mês lá fora, pois é uma baita de uma grana para se viver, muito mais que o necessário. Porém com o alto custo de vida no Brasil, acredito que eles colocam um valor de renda familiar bem considerável para que eles tenham segurança de que seus pais realmente poderão te dar assistência, que vai sobrar aquela graninha pra te ajudar. Eu pedi para meus pais assinarem o termo de responsabilidade (clique no nome para baixar um modelo) e reconhecer a firma em cartório. E ambos me enviaram também uma cópia da última declaração de imposto de renda deles. Além disso tudo eu e meu esposo tiramos extrato de nossas poupanças para ajudar nessa questão e anexamos junto ao processo.   
  1. Certidão de antecedentes criminais emitido pela Internet pelo Departamento de Polícia Federal;
    Aqui é sem mistério, basta entrar no site e emitir sua certidão de antecedentes criminais. Não esqueça de imprimir também a autenticação do documento. Não precisei autenticar ou apostilar, mas já vi que o Consulado de Portugal em Belo Horizonte cobra que o documento esteja apostilado!
  1. 1 fotocópia do Seguro Saúde Internacional ou PB4 –INSS – (PB4 só para quem já recolheu INSS no Brasil ou em caso de nunca ter recolhido começar a recolher informações : tel: 41-3310- 8259 Rua Cândido Lopes, 208, 5º andar, sala 509 Curitiba – Centro, OU em Florianópolis, Praça Pereira Oliveira, N.º 35- 3º . Centro tel. 48-3212- 2800) {extra: o telefone direto é (48) 3212-2856)}
    Tá vendo essa informação de que o PB4 é apenas para quem já recolheu INSS no Brasil? Não era necessário estar contribuindo naquele momento, nem nos últimos três meses nem nunca! Liguei para o Ministério da Saúde de Florianópolis no dia 08/08/16 e perguntei se alguém que nunca teve a carteira assinada tem direito e a moça me respondeu que sim; essa questão dos três meses contribuindo é para esse mesmo tipo de documento só que para a Itália (quem tem o nome de IB2). Sempre é bom ligar antes para saber o que é necessário, nada de ir confiando em tudo o que você lê na internet pois pode estar desatualizado ou não valer para sua região. Isso vale para as coisas que escrevo aqui também! Mas por causa da informação que me passaram na lista, eu antes de ligar para o M.S. de Floripa acabei achando que deveria estar com a carteira assinada/contribuindo para o INSS no momento em que pedisse o PB4, e isso não estava acontecendo pois estava desempregada. Pesquisando na internet achei blogs falando que tinha que estar a pelo menos 3 meses recolhendo, que tinha que ir na Receita da cidade e emitir três boletos e pagar como autônomo, enfim, um monte de coisinhas que me davam nos nervos. Além do monte gastos que vinha pela frente, ainda tinha isso. Também li que deveria ir na secretaria de saúde da minha cidade (Tubarão-SC) pra pedir isso, fui lá mas ninguém desse setor havia sequer ouvido falar nesse documento. Mas daí eles fizeram uma coisa linda por mim (que eu deveria ter feito antes de ficar catando informação na internet): ligaram para o órgão responsável, o Ministério da Saúde, de Florianópolis e eu consegui falar com um funcionário que me explicou que eu deveria ir ao Ministério da Saúde em Floripa com os seguintes documentos originais: meu passaporte, comprovante de residência  e RG com CPF, eles não aceitam CNH!. Só isso! 🙂 Pois bem, pegamos esse PB4 em Florianópolis com atendentes bem atenciosos e queridos. Rafael ficou como meu dependente no documento. Só tive que reconhecer a firma da assinatura em um cartório ali perto. Foi bem tranquilo mesmo. Existe uma página oficial do Governo que fala essas coisas que eu comentei. Para renovar, é preciso deixar uma procuração pública com alguém no Brasil para que essa pessoa, ao fim de 1 ano (validade do documento PB4) possa renovar. Deixe também cópia autenticada de tudo o que você precisou para dar a primeira entrada. Depois que ela conseguir o documento, basta enviar pelos correios para o endereço em Portugal. Para os que não podem fazer o PB4 (alguns consulados não aceitam esse documento, só o seguro de saúde mesmo!), é preciso fazer um seguro de saúde internacional particular, que tenha cobertura mínima de 30.000 (trinta mil) euros (seja qual for a duração da estada no Espaço Schengen) e que permita cobrir as despesas necessárias por razões médicas, incluindo assistência médica e hospitalar urgente e eventual repatriamento durante toda a estada em Portugal.
  2. Comprovativo das condições de alojamento em Portugal. (reserva em hotel no mínimo por 5 dias);
    Eu reservei uma semana em um hostel em Aveiro pelo site Booking.com, onde você pode reservar quartos sem precisar pagar nada e cancelar sem custos até um dia antes da data que você reservou. Maravilha.
  3. Trazer os 03 impressos abaixo (Declaração, Requerimento e Acta de Entrevista) devidamente preenchidos;
    Esses impressos estão em anexo no documento que linkei ali em cima, dá uma olhada. Coisa simples de preencher.
  4. [extra porém obrigatório] Formulário “Pedido de Visto Schengen” preenchido
    Eu não sabia da existência desse formulário pois ele não foi mencionado no arquivo que o consulado me enviou e só descobri que ele era obrigatório na hora do meu atendimento. Você pode acessá-lo e preenchê-lo aqui.

Muito bem, esta é a listinha de coisas que você vai precisar. Eu fiquei assustada quando a vi pela primeira vez, mas lendo e re-lendo vi que não era nada difícil. Rapidinho você vence esse obstáculo. Foque em fazer checklists e ir com calma, uma coisa de cada vez. Agende para dar entrada no seu processo o quanto antes, caso seu consulado necessite um agendamento. No meu caso, eu me matriculei no começo de junho e fui ao consulado de Curitiba em 15 de junho. Lá não é necessário agendar para iniciar o processo, basta ir. Pesquisando na internet achei uma pessoa informando que é bom ir bem cedo para garantir seu atendimento logo. O atendimento começava às 08:30 e chegamos umas 07:45, acredito eu. Já havia umas 10 pessoas na fila. Agora começa a “treta” com meu visto…

Moramos em Tubarão, sul de Santa Catarina. Até Curitiba fizemos uma viagem de carro de aproximadamente 8h, pois tivemos que dar uma passada em Florianópolis para pegar o PB4 e resolver mais umas coisinhas. Fiquei hospedada na casa da minha prima, que mora com a família em Curitiba. Daí fui conferir meus documentos na noite anterior à minha ida ao consulado e tive um mini-infarto: logo no início do documento tem um aviso, (a primeiríssima coisa que eles falam inclusive), que é para não fazer nenhum pagamento para o consulado de São Paulo. Eles dizem isso porque o consulado de Curitiba não tem um site e aí a gente tem que fazer um cadastro no site do consulado de SP. E aí o que é que eu tinha feito dias atrás? Uhum, eu havia pago o boleto emitido no site do consulado de SP. Bateu o desespero. Mal consegui dormir pensando nas possibilidades… Será que eu teria que pagar aquele valor alto novamente? Iria dar viagem perdida? No dia seguinte fomos até o consulado de Curitiba, aguardamos, tivemos um contratempo com uma impressão que não estava dando certo e aí chegou minha vez de ser atendida. Fui tranquila, aparentemente, tentando esconder a guia paga (shame on me). Mas não teve jeito! A atendente percebeu e disse que como eu tinha pago, teria que enviar minha documentação para São Paulo e dar início ao processo por lá. Tentei dar aquela choradinha brasileira, mas não deu. Conferindo minha documentação, ela disse que de qualquer maneira eu teria mesmo que enviar a documentação para SP pois eu sou bolsista e bolsista de qualquer espécie só resolve o visto com SP (não sei como acontece para moradores de outras regiões do país). Mesmo assim ela conferiu minha documentação e viu que estava faltando uma coisinha, que foi o item 13 da lista que fiz acima. Desiludida, me restava apenas aproveitar para legalizar os documentos necessários para resolver pelo menos uma coisa (falo da legalização mais abaixo). E claro, passei uns dias curtindo a cidade, minha prima e sua família linda que moram na capital paranaense.

Então na mesma manhã eu peguei todos os meus documentos e enviei pelos correios para o Consulado de São Paulo. A partir daí não era mais comigo. Através do site foi possível acompanhar o andamento do processo. Eles deram início à análise no dia 20/06 e somente no dia 15/07 é que enviaram ao SEF para deferimento. Nesse quase um mês eu cheguei a enviar email umas duas ou três vezes (agoniada!), mas não há nada que possamos fazer realmente. No dia 22/07 meu visto apareceu como autorizado e eu recebi um email me convocando a ir até São Paulo para uma entrevista. Eu não estava (e ao mesmo tempo estava) esperando por esse momento… Ter que ir até São Paulo?! ¬¬ Passada a chateação momentânea, marquei a entrevista no dia 29/07 e fui de ônibus, sozinha, até lá. Foram 14h de viagem… Eles só te deixam entrar meia hora antes do horário que você agendou, então fiquei no outro lado da calçada aguardando meu horário. Foi tudo resolvido rápida e organizadamente. Fui, pois é protocolo deles o requerente do visto ir pelo menos uma vez ao consulado, não dá pra liberar sem me ver. Saí de lá já com meu visto colado no meu passaporte! Felicidade definia! Finalmente eu poderia comprar as passagens para ir a Portugal, eba!!!

Um comentário importante: esse primeiro visto tem validade de apenas 120 dias, pois eles não podem liberar por mais tempo que isso aqui no Brasil. Por isso, assim que chegar em Portugal teremos que ir no SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) para dar entrada no visto mais longo, de 1 ano se não me engano, e também pedir o reagrupamento familiar para meu marido conseguir o visto de permanência também. Ah, é! Ele vai comigo como turista a princípio, pois não era possível conseguir visto para ele. Compramos passagens de ida e volta para ambos por precaução, pois nunca se sabe. Apesar de ter o visto certinho, ele só vai valer a partir do dia 23/08 e eu vou chegar lá na Europa no dia 10/08, então acredito que terei que dar entrada como turista. A entrada no país, SEF e reagrupamento familiar vai ser assunto para um outro dia… hehe.

Legalização de documentos

Após entrar em vigor a Convenção de Haia, a legalização através de consulados deixa de funcionar e passa a existir o Apostilamento em cartórios comuns. Você pode entender mais sobre o assunto clicando aqui e para ver quais cartórios no Brasil estão realizando esse processo, clica aqui. 😉

Na época que eu estava resolvendo minha documentação para o visto (junho de 2016) ainda não estava em vigor o apostilamento e eu tive que legalizar no Consulado de Portugal (o que NÃO pode ser feito mais).

Os documentos que eu tive que tive que legalizar e te recomendo trazer apostilados:

  • Certidão de casamento emitida recentemente (se a pessoa não for casada deve ser a de nascimento), recomendo resolver isso faltando duas semanas para a viagem, para certidão ser bem recente;
  • Diplomas de universidade;
  • Certificado de láurea acadêmica, caso se aplique;
  • Histórico escolar da universidade (que no meu caso estava carimbado pela UFPB).

 


 

Bem, o que acharam das informações? Espero que tenha te ajudado! Na internet existem muitas informações, mas elas acabam ficando desatualizadas ou nos confundem mais do que ajudam. De qualquer maneira, sempre busque informações com o órgão oficial antes de tomar qualquer atitude! Preste atenção nos documentos que te enviarem para não fazer nenhum pagamento que não deva, seja paciente, faça checklists e corra atrás dos seus sonhos! 🙂





Qualquer coisa comenta abaixo que a gente conversa. Tudo de bom!

Até a próxima! 😉


P.s.: Se você está saindo do Brasil, vai precisar fazer transferências bancárias internacionais e não quer pagar taxas altas, clica aqui para conhecer nossa indicação. 😉

Comentários

comentários

Comments ( 100 )

  1. Replymichelle
    estou acompanhando e adorando as dicas... aguardando a parte 3
    • ReplyGabriela Olem
      Muito obrigada, Michelle! Continua acompanhando mesmo... ;) Beijinhos!
    • ReplyMarcos moura
      bom dia minha dúvida é a seguinte eu já fui na entrevista fizeram um monte de pergunta apresentei todos meus documentos q eles pedem aí ele mandou eu assinar o formulário de visto shengen já estava colada à foto aí questionou se eu iria ontem dia 28 disse q sim aí ele falou vai ter q adiar pois o visto não fica pronto e pediu pra eu deixar o passaporte lá pra enviar via correio minha dúvida é a seguinte não se pode viajar sem o visto certo aí ele falou pra eu remarcar a passagem na sua opinião se não tivesse aprovado ele já teria dito q estava negado aí eu questionei está aprovado ele disse ainda não têm algumas coisas q temos q verificar e lhe enviaremos via correio Qdo tudo tiver legal fui lá dia 20 desse mês agora to numa ansiedade ?
      • ReplyGabriela Olem
        Marcos, eles pedem pra pessoa só comprar a passagem depois de já estar com o passaporte com o visto em mãos. Ou seja, só depois de tudo já feito e acertado com o consulado. Sim, isso é chato pois acaba tendo que comprar a passagem em cima da hora, sai mais caro, mas é essa a recomendação do consulado. Independente se vai ser aprovado ou negado, é isso que eles falam. Não dá pra ter noção de qual vai ser o resultado do pedido do visto, mas se você apresentou todos os documentos necessários de acordo com o que eles pedem, dificilmente o visto é negado. Entendo sua ansiedade... Mas não há o que fazer... Muitas burocracias, meu amigo. Boa sorte!!!
  2. ReplyDaniele
    olá, só tenho uma coisa a dizer: onde estava seu blog antes de eu entrar em pura ansiedade? kkk estou na parte da convocação, está agendado para o dia 25, no final da semana já. fiquei feliz em saber que deu tudo certo pra você, eu apanhei um pouco com essas coisas de documentação e comprovar isso e aquilo. eu tenho duas dúvidas: 1) quando vc foi ao consulado e eles colocaram a vinheta no seu passaporte, toda aquela papelada é devolvida, ou eles só vão mandar pelo correio? 2) vcs compraram passagem ida e volta, eles dão alguma orientação para isso? vou com o meu namorado, porém, ainda não sabemos qual a melhor opçao de comprar, o visto dele está em processo ainda. obrigada
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Dani! Que bom que pude ajudar! :D Então, vamos lá: 1) Eu saí do consulado apenas com a vinheta colada no passaporte e um recibo do troco que eles me deram (fiquei como isenta no meu pedido de visto, até hoje não entendi o porquê). Só isso. Toda a documentação que eu entreguei fica com eles numa pastinha. 2) A gente comprou ida e volta pra ambos por precaução. Por mais que eu tenha visto, a gente nunca sabe, né?? Vai que pega alguém de mau humor... E como a diferença entre ida e volta e só ida é pouca, melhor comprar logo o pacote completo, hehe. Melhor prevenir do que ficar chorando num aeroporto por aí... Qualquer coisa é só falar! Boa sorte!! Beijinhos!
  3. ReplyLais
    Você tem algum modelo da Carta Justificativa que eles solicitam para pedir o visto? No meu caso, estarei indo para fazer mestrado.
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Lais! Essa carta seria o item 1 que eu mencionei no post? Se não for, eu não conheço! rs
  4. ReplyMarcos nouta
    Boa noite Gabriela na verdade eu estou indo fazer uma formação do meu cartão de vigilante pois já vivi 8 anos em Lisboa só que eu sem informação vim embora pro Brasil e não dei entrada na minha cidadania o diretor da escola de formação mandou a declaração chancelada tudo certinho por isso q solicitei esse visto sem ele não consigo fazer a formação do cartão de vigilante pois a psp exige que eu tenha um visto válido pra fazer a formação, como vc disse q no site não pedem pra vc comprar passagem antes de ter o visto e ele não me questionou sobre isso apenas disse que eu tinha que remarcar a passagem novamente vamos aguardar depois da entrevista demora na média 20 dias úteis certo fé em Deus e que ele faça o melhor.
    • ReplyGabriela Olem
      Entendi... Espero que dê tudo certo então, Marcos! Muito boa sorte!!
  5. ReplyL.
    MUITO OBRIGADA! Minha carta de aceite chegou de Portugal e eu estava muito perdida com a quantidade de documentos do visto. Mas eu li o seu post e em 10 minutos tudo super se esclareceu! Que atitude bacana de ajudar :) Já virei leitora do blog.
    • ReplyGabriela Olem
      Por nada! :D E obrigada a você também! Qualquer outra dúvida é só falar. ;) Abraço!
  6. ReplyElisabeth
    Olá! Primeiramente, gostaria de parabenizá-la pelas excelentes dicas, realmente bate aquele desânimo com todo esse processo burocrático, e do modo como foi exposto, não parece ser aquele bicho de sete cabeças.Pelo que li deste artigo, e sobre o que fala de reagrupamento familiar, ainda fiquei com uma dúvida referente a moradia. No seu caso, tu tiveste a sorte de ter um amigo português. Peço nesse sentido uma orientação, pois tenho grande receio de fechar qualquer negócio sem ao menos ver, estarei indo em dezembro, e pensei em ficar poucos dias no hotel, e assim fazer a pesquisa de apartamentos. Nesse caso, eu só posso dirigir ao SEF, após fechar o contrato de aluguel? Não há problemas pelo fato de estar em hotel.. Agradeço desde já.
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Elisabeth! Realmente não te indico alugar nada de longe, conheço um caso de perto de uma moça que caiu num golpe, chegou a transferir mais de mil euros para pagar adiantamento de aluguel e foi uma furada... O ideal é você chegar e passar uns dias num hostel ou airbnb. Não se preocupe com o SEF nos primeiros dias, se preocupe em achar um lugar para ficar, pois você terá um tempo do visto (seja ele os 90 dias de turista ou os 120 dias que pegou no consulado do Brasil). Não precisa resolver tudo imediatamente após chegar aqui. ;) E acredito que o SEF não aceite endereço de hotel como comprovativo de morada.
  7. ReplyDenis
    Olá, tenho uma dúvida quanto ao comprovante de endereço. No site do Consulado de São Paulo pede apenas a conta de telefone original. Se eu não tiver no meu nome ou de meus pais, será que posso enviar sem problemas uma de água ou energia? Alguém que tenha feito o processo recentemente poderia me ajudar? Obrigado.
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Denis, eu acredito que qualquer conta de energia, água ou telefone é válida como comprovante de residência no Brasil (inclusive no consulado). Se você realmente estiver com muitas dúvidas, depois de já ter pesquisado bem no site do consulado, pode dar uma ligada pra eles.
  8. Replyeduborba
    Oie, fui até Curitiba pra eles me dizerem que não fazem visto pra bolsistas.. servem pra que então? haha. To tendo que enviar pra Sao Paulo. A minha duvida era se eu teria ou nao que ir pra SP buscar, pelo que vc falou sim né! Complicado que preciso que tudo isso se resolva até fim de janeiro. Porque as aulas já começam, e ja comprei a passagem, impossivel esperar o visto chegar pra comprar porque a passagem vai ficar muuuuito mais cara!
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Eduardo! Infelizmente tu vais ter que ir até SP sim! :( Eles pedem que a pessoa vá pelo menos uma vez pessoalmente até lá... Só pra olhar pra sua beleza mesmo! E tchau! ¬¬ Vai se planejando pra ir até lá em janeiro. Olha, se você enviou para lá, creio que vai dar tudo certo. O processo lá leva mesmo uns 40 dias úteis no máximo. Como estamos no começo de dezembro, acredito que não há com o que se preocupar. :) Vai acompanhando tudo pelo site. Espero que dê tudo certo!! E quando chegar em Portugal, se liga no meu outro post de coisas a fazer assim que chega aqui! ;) Abração e qualquer coisa é só falar. :*
  9. ReplyJU
    Olá! Qual o curso que você fez aqui no Brasil? Teve que pedir validação do diploma quando chegou em Portugal?
    • ReplyGabriela Olem
      Olá! Eu cursei Comunicação em Mídias Digitais pela UFPB. Aqui em Portugal ainda não tive que validar diploma... Não pediram! Eu até cheguei a levar o diploma (que estava legalizado pelo consulado) para a reitoria, mas não souberam o que era pra fazer... hehe
  10. Replylaila
    Olá! O seu post está me ajudando muito. Tenho uma pequena dúvida quanto ao termo de responsabilidade.. Seus pais assinaram no mesmo termo ou cada um fez o seu separado? Mt obrigada!
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Laila! Meus pais fizeram termos separados. Até porque são divorciados... hehe Abraços!
  11. ReplyNickname ( required )
    Ola Gabriela, vou pedir o visto par fazer mestrado, estudante, minha duvida é, meu filho de 13 anos podera ir comigo? Para depois eu pedir o reagrupamento familiar? E meu esposo podera tb entrar? obrigada
    • ReplyGabriela Olem
      Olá Sueli! Seu esposo e filha poderão ser reagrupados sem problemas. :) Abraços!
  12. Replylaila
    Oi de novo! hahah Só pelas dúvidas, a sua passagem de retorno ao Brasil foi requerida, afinal? Obrigada. Feliz Natal!
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Laila! Não me pediram no consulado em nenhum momento a minha passagem (nem de ida, nem de volta). Na hora de imigração em Madrid, eu tinha a passagem de volta em mãos caso desse algum problema e quisessem encher o saco, mas também não pediram (foi uma passagem muito tranquila na imigração de lá). Boas festas! ^^
  13. Replybinta
    Ola Gabriela!estou a estudar na Russia quero ir passar ferias em lisboa,fiz o meu documento desde dia 14 dezembro,e na altura eu pensava q ia conseguir dinheiro para comprar passagens mas até agora ñ consegui,mas provavelmente vou conseguir em janeiro será que o meu documento vai ser invalido???
    • ReplyGabriela Olem
      Olá! De que documento você está falando? Seria o passaporte?
  14. ReplyHelen
    Oi, Gabi! Parabéns pelo blog e obrigada pelos esclarecimentos! Sou bolsista da UFF e vou para o Porto no próximo semestre. O pessoal da faculdade orientou que a carta de aceite da Universidade do Porto só chega em Maio/Junho. O semestre letivo lá começa em setembro. A bolsa contempla 6 meses de estudos, mas eu gostaria de ficar mais tempo, uns 9 meses. Pelo que li no seu post, o visto de estudante tirado aqui no Brasil vale por 120 dias e você tirou o de turista que vale por 90 dias, certo? No caso, quando eu for tirar o de estudante, eu tiro o de turista junto? Qual fica valendo primeiro? Bjao!
    • ReplyGabriela Olem
      Olá Helen! Então, olha só, nós brasileiros não "tiramos visto de turista", pois não precisamos de visto para entrar em Portugal. Basta ter um passaporte com validade suficiente e vir (claro que eles podem te barrar na entrada se você não estiver com a documentação necessária para provar que veio a turismo mesmo e pode se sustentar por aqui, mas visto mesmo não precisa tirar). O que eu fiz foi o visto de residência D com fins estudantis e esse só vale no máximo 120 dias mesmo, como você disse. Isso porque é preciso ir ao SEF aqui em Portugal para se regularizar e aí pegar um título de residência com validade de 1 ano. No seu caso, você vai vir para passar só um semestre oficialmente, certo? Então eu não tenho certeza de como você terá de proceder, mas talvez terás de ficar como turista por 90 dias e depois renovar por mais 90 dias para ficar por 180 dias aqui legalmente, pois não sei se o Consulado emite visto para quem vem por esse curto período de tempo. E se emitir, não sei se há a possibilidade de depois do fim do visto de estudante, ficar mas 90 dias como turista. Te recomendo fortemente a entrar em contato com o consulado da região onde você mora e saber diretamente deles como fica sua situação vindo para estudar 6 meses. Depois me conta como foi para eu ficar sabendo também. Abraços!
  15. ReplyLarissa
    Oii Gabi, tenho uma bolsa do cnpq, de iniciação científica, durante minha ida pra Portugal ainda continuarei recebendo, você acha que isso vale como meio de subsistencia? Ah, lá em Portugal não pagarei nem moradia e alimentação, isso porque passei em um processo seletivo pela minha Universidade aqui no Brasil. Na minha carta de aceite da Universidade Portuguesa já consta isso, então creio que apesar da minha bolsa ser um valor pequeno, sirva, assim teria menos dor de cabeça do que ter que autenticar, pegar o imposto de renda... o que você acha?
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Larissa, acho que o consulado deve aceitar sim a bolsa como forma de comprovar meios de subsistência. ;) Mas dependendo do valor, é bom ter o imposto de renda também. Não é difícil de fazer isso e pode poupar de dores de cabeça.
  16. Replywallace Santos
    Nossa! Muito bom e explicativo, pretendo ir fazer especialização em Portugal e essas dicas .... foram maravilhosas! Contarei com sua ajuda ! Sucesso.
    • ReplyGabriela Olem
      Que bom Wallace! Qualquer coisa é só falar. ;)
  17. ReplyJorge
    Oi Gabriela, gostei do seu texto, está me ajudando mas ainda tenho algumas dúvidas a respeito das peculiaridades do meu caso. Estou com problemas a respeito do comprovante dos meios de subsistência, pois minha mãe será a responsável mas o salário dela não cobre os 1500 euros, necessitando de mais um responsável, é permitido dois responsáveis, certo? Entretanto meu pai, irmãos e avós não possuem imposto de renda, só meus tios, mas eles não podem ser meus responsáveis, certo? Então seria possível utilizar de outros meios de comprovação de renda do meu pai, irmãos ou avós? E outra, no site do consulado é citado que eu deveria portar de alguma forma 75 euros para minha entrada e mais 40 euros por dia que ficarei na Europa, sendo que meu intercâmbio é de 6 meses e daria um valor exorbitante inviável de ter todo de uma vez, pois minha mãe mandaria um valor mensalmente para minha estada, então não entendi muito bem esse trecho. Por fim, no site do consulado pede uma conta de telefone original, da qual não possuo e não posso utilizar dos meus pais pois moram em outro estado, então é possível eu utilizar a conta do cartão de crédito em meu nome como forma de comprovação? Desde já agradeço pela ajuda.
    • ReplyGabriela Olem
      Olá Jorge! Primeiramente, não sou especialista nisso, ok? Eu dividi com o público aqui no blog tudo o que vivi e aprendi durante o processo, mas ainda sim não sou especialista e não posso te dar todas as respostas que você precisa. Eu acredito que você deve entrar em contato com o consulado para perguntar sobre que formas de comprovar meios de subsistência eles aceitam. Não posso te dizer algo aqui que não tenho certeza e você acabar quebrando a cara na frente por isso. :/ Essa dos 75 euros para entrada e 40 por dia eu nem sei se eles olham a fundo, pois se fosse assim a pessoa teria que ser milionária para poder fazer um intercâmbio e não é esse o caso de 99% das pessoas. Acho que eles botam isso mas no fundo não cobram. Que consulado está exigindo isso de você? E a conta de telefone, já que você não tem, use o que tem. Não tem como fazer um milagre para aparecer uma conta no seu nome, então, use a do cartão mesmo. É bom confirmar com o consulado, de qualquer maneira. Eu entrei em contato com o consulado para confirmar informações algumas vezes. É sempre o melhor a fazer.
  18. ReplyEsthephani Brito
    Olá Gabi, Primeiramente quero te parabenizar pela postagem, pois me ajudou muito na minha primeira etapa que foi juntar todos os documentos para levar ao consulado. Eu vi que você teve uma grande missão com todo o processo, mas sobre o tempo que demorou até a saída do visto, como foi esse processo, foi muito demorado? Eu dei entrada no meu um pouco em cima da hora, com isso estou muito receosa em comprar a passagem, não sei o que fazer, pois dizem que quanto mais em cima da viagem mais cara a passagem fica.
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Estephani, eu falei no post em detalhes o tempo que levou para eu ir buscar meu passaporte com o visto. Resumidamente, foram 5 semanas no Vice-Consulado de São Paulo. Realmente não tem como apressar muito, tem aí um prazo de no mínimo 1 mês e, dependendo do consulado, chega a 2 ou 3 meses. :/
  19. ReplyFabiane
    Oi, você enviou o passaporte original por correio também?
    • ReplyGabriela Olem
      Sim!! E só peguei de volta quando fui para a entrevista.
  20. ReplyTATA
    Bom dia, Gabriela ! Obrigada pela imensa ajuda que vc oferece a todos nós !!! Estou organizando aqui a minha documentação e agora só me resta aguardar a carta de aceitação da instituiçao de ensino. Vejo que a relaçao de documentos do seu blog vc fala em 03 impressos (Declaração, Requerimento e Acta de Entrevista) que devem ser devidamente preenchidos, mas não consegui encontrá-los na lista do consulado e não consegui entender direitinho como proceder, especialmente com relaçao à Acta de Entrevista, que me parece que deverá ser preenchida somente quando a entrevista efetivamente acontecer...Confusa, eu...kkkkkk...
    • ReplyGabriela Olem
      Olá! :) Os três documentos mencionados estão presentes no post, conforme falei, no link "Relação de documentos necessários". Só clicar e baixar. Sobre a acta de entrevista, eu preenchi e enviei já preenchida pelos correios, pois não iria ter entrevista pessoal pré-liberação de visto, já que eu estava longe. Não reclamaram nem nada, mas sua lógica está certa hehe. Eu no fim não tive entrevista, só tive que ir pessoalmente buscar o passaporte com o visto, mas não teve nada além de chegar, trocar poucas palavras e sair.
      • ReplyTATA
        Obrigada...Bem, como dizemos aqui no Brasil, "melhor sobrar, do que faltar"...kkkk...vou mandar o documento já preenchido...O máximo que pode acontecer é ser desconsiderado e um novo ser preenchido no momento da entrevista, caso ela ocorra.
  21. ReplyRenata
    Olá Gabriela, muuito obrigada por compartilhar suas experiências! Estou pesquisando sobre mestrados em Porto e Braga e suas informações tem ajudado bastante, moro na Bahia e não a achei site do consulado português então vou ligar para pedir orientações. Sobre sua entrada como turista foi tranquila? E não interferiu para vc pedir a autorização de residência mesmo antes da data do seu visto? E sobre a passagem de volta, você conseguiu remarcar a data ou perdeu a passagem? Foi necessário fazer seguro viagem? Se puder responder eu agradeço!
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Renata! Minha entrada como turista foi muito tranquila. A mulher na imigração em Madri só perguntou para onde estávamos indo e carimbou nosso passaporte. Claro que cada cado é um caso e pode acontecer da pessoa cismar e fazer várias perguntas. Mas conosco foi tranquilo. E sobre pedir a A.R. antes de chegar perto do fim da data do visto, a única coisa que aconteceu foi um comentário da atendente do SEF dizendo que ainda poderia deixar para resolver isso depois, ao que eu respondi que queria já deixar tudo certo. E a passagem de volta eu perdi. :P
  22. ReplyRenata
    Ah, sobre a autenticação dos documentos que você se referiu é a autenticação normal brasileira ou o apostilamento?
    • ReplyGabriela Olem
      Autenticação normal. Na época que eu resolvi minha documentação ainda não havia apostilamento.
  23. ReplyAmanda Gomes
    Gabi, Primeiramente parabéns pelo Blog!! É o mais completo da vida... hahahaha Fiquei com uma dúvida parecida com a da Renata... Também pretendemos (eu e meu marido) ir com visto de estudo (ele pra estudar e pedir reagrupamento familiar pra mim), mas gostariamos de chegar uns 2 meses antes do curso começar, pra podermos nos ambientar e agilizar algumas coisas. A data válida do visto de estudo é a mesma do inicio das aulas? Você foi quanto tempos antes? Entrou como turista, mas em nenhum momento falou sobre o visto de estudo? Te agradeço desde já ;)
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Amanda!! Que bom que o blog te ajudou. :) A data do início do visto você escolhe. Pelo menos foi assim comigo. Na hora que fui buscar o visto o funcionário do consulado perguntou para quando eu queria que começasse. Chegou a perguntar se seria a data da reserva do hotel, ou seja, acredito que se eles não chegam a te perguntar, vão levar em conta a data da reserva do hotel. Então se você quiser ir dois meses antes, peça para que o visto comece a valer dois meses antes da aula, caso queira ir com o visto de estudante. Mas claro, podes ir como turista! Tens 90 dias de visto de turismo sem problemas. Abraço!
  24. ReplyTATA
    Bom dia, Gabriela ! Aqui vai mais uma dúvida..rsrsrs...Observo que nos formulários de requerimento do visto do Consulado, bem como na Acta de Entrevista, há uma pergunta sobre parentes ou amigos em Portugal. Eu tenho um primo que vive em Portugal há muitos anos (acredito até que já seja um cidadão Português), mas não tenho nenhum contato com ele, não sei sequer o endereço. Pergunto: devo falar sobre esse primo, ou, considerando que esse "parente" não tem absolutamente nada a ver com o meu visto de estudo, devo omitir essa informação...Dúvida...
    • ReplyGabriela Olem
      Olha, se eu fosse você eu não mencionaria. :P
  25. ReplyTATA
    Bom dia, Gabriela !!! Como vc mesma já explicou, o visto de estudos não tem, à princípio, permissão de trabalho, mas tal situação pode ser alterada pelo SEF, mediante provocação do estudante e desde que o seu trabalho não seja conflitante com os seus horários de estudo, certo? E quanto ao conjuge que foi reagrupado através do seu visto de estudo ? Ele, o conjuge, vai ter autorizaçao de residência e terá permissão de trabalhar...é o que já li e é o que todos os meios de informaçao dizem...Você passou por isso, como sabemos...E então posso te perguntar (de novo...kkkk) - é mesmo assim que funciona na realidade?? O seu esposo obteve autorizaçao de trabalho? E quanto a você, como estudante, já foi bem sucedida com pedido de autorizaçao de trabalho perante o SEF? Muito obrigada...Uma semana produtiva e abençoada para todos nós!
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Tata! Sim, o Rafael tem autorização para trabalhar da maneira que o convir, não há restrições! ;) Funciona assim mesmo na prática. E está na lei! E eu não fui ao SEF resolver nada que tivesse a ver com trabalho para mim pq estou só me dedicando ao mestrado e outros projetos daqui do Mundo à Frente. ^^ (ocupa bastante tempo o mestrado por si só!)
      • ReplyTATA
        Muito obrigada, Gabi...É tão bom saber como as coisas acontecem na prática, com informaçoes dadas por quem viveu (ou vive) na própria pele os desafios...
  26. ReplyGisele Andrade
    Bom dia Gabriela...muito boas informacoes!!! Querida, tenho dúvidas em relação a comprovação financeira e se puder me orientar...No caso aqui meu esposo ira fazer o mestrado , como ficaria pra gente esse reagrupamento ja q temos 2 filhos menores q tb irao conosco. N temos quem ira nos ajudar a custear, ou seja , serão nossos próprios recursos...vc tem ideia de valores que precisaremos ter em conta...Meu esposo declara imposto de renda e somos todos dependentes dele no imposto. Teria q comprovar um valor de 1 salario minimo portugues em conta por mês durante um ano? qual seria essa quantia minima exigida no nosso caso, sabes dizer?
  27. ReplyMônica Patricia
    Uau!!! Olha aí...estas suas postagens lhe rendem cada vez mais e mais seguidores nas redes sociais, hein? Dá pra perceber isso através dos comentários! Qualquer dia desses você vai ser entrevistada por algum programa de TV para contar a sua experiência em reportagem sobre "estudar no exterior"!! E que bom que você se dispõe a responder a todos os comentários...isso pode até dar trabalho, mas é muito importante para a sua profissão de "Comunicação em Mídias Sociais Digitais"! As pessoas leem o seu post...comentam fazendo algum questionamento...você responde ao comentário esclarecendo as dúvidas... e eles voltam para lhe agradecer!! Show!! \o/
    • ReplyGabriela Olem
      Hehehe, entrevistada já é um pouco demais. Tem muita gente que tem blogs na internet e ajudam as pessoas... Sou só mais uma. E ainda bem que posso ajudar. :) Realmente gasta tempo responder todos, mas acabo aprendendo mais e fazendo amigos, então está tudo certo. E minha profissão é em "Comunicação em Mídias Digitais" mamis, não tem Sociais não. kkkkk Beijo, te amo. ♥ :)
  28. ReplyMateus Rossato
    Eu fiquei um pouco em dúvida. Eu irei me inscrever em breve para estudar na Universidade de Coimbra e estou preocupado que demore para chegar a carta de aceitação. Por isso, vi que é aconselhável encaminhar todos os documentos para São Paulo e depois marcar a entrevista lá para receber o visto, pois por lá é mais rápido. É isso que devo fazer?
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Mateus, desculpa a demora. Não entendi a sua lógica. A documentação precisa estar toda completa no momento que envias para o Consulado, seja São Paulo ou não. Tem que ter a carta de aceitação no meio...
  29. ReplyAna Carolina
    Olá, saberia me informar se eles aceitam a comprovação de renda apenas com extrato da minha poupança? Obrigada
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Ana Carolina, talvez! Não tenho certeza. Eles dão preferência a declarações de imposto de renda, mas só entrando em contato com eles para saber com certeza.
  30. ReplyAlice
    Olá, Se alguém puder me orientar. Meu filho brasileiro, pretende cursar o ENSINO SECUNDÁRIO em Portugal, porém estamos num IMPASSE. Para conseguir o visto de estudante preciso da carta de aceitação da escola e escola para fazer a matricula precisa da autorização de residencia. Alguém tem alguma experiencia nesse sentido que possa nos orienta? Fico muito grata.
  31. ReplyMari
    Olá Gabriela, Gostaria de saber se é permitido que o estudante internacional trabalhe normalmente em portugal e se pode levar conjugue e filho? Estou me preparando para daqui á dois anos estudar em Aveiro.
  32. ReplySynielli Ferreira
    Olá, estou indo para Portugal, estava cursando o segundo ano do ensino médio. Vou continuar em Portugal em setembro, gostaria de saber se a documentação necessária é a mesma, quanto tempo demoraria. Estou procurando informações que digam respeito quando se trata do ensino médio, mas não encontro nada. (Sou catarinense também, Criciúma, acompanho teu canal e admiro muito). Obrigada.
    • ReplyGabriela Olem
      Olá. Eu devo fazer um post sobre isso no futuro, no momento eu não tenho como te dizer, mas não é difícil de achar essa informação. Eu pesquiso e acho tudo na internet. Ah, eu sou recifente, meu marido é que é catarinense. Tudo de bom!
  33. ReplyRaiane
    Olá gabi! Então, minha dúvida é, vou fazer um mestrado com duração de 2 anos, gostaria de saber se eu preciso comprar a passagem de ida e volta. Sendo que não dá pra comprar a passagem para daqui a 2 anos. :/ Eu agendei a entrevista no consulado dia 31/7/17 e gostaria de viajar por volta de 15/09/17, vc acha que consigo? Obrigada Rai
    • ReplyGabriela Olem
      Se você vem com visto de residência para estudos, não precisa de passagem de volta. ;)
  34. ReplyMaira
    Ola, obrigada pelo post. Vc sabe se posso enviar a carta de aceite impressa por mim mesma (do pdf enviado) ou se preciso enviar a original?
    • ReplyGabriela Olem
      No meu caso, eu só imprimi em boa qualidade o que me enviaram por email. E foi suficiente. :)
  35. ReplyFernanda Beatriz Paulino
    Gabi, é Fernanda da igreja Congregacional em Piedade, Jaboatão PE, lembra? Me passa teu whatsapp pfv. Meu e-mail é fernanda.mra.adv@outlook.com
  36. ReplyFernanda
    Olá Gabi, agradeço pelo incrível post tão explicativo. Já mandei e-mail para o consulado mas ainda estou na espera pela resposta, caso você saiba ou tenha ouvido algo sobre iria me ajudar muito.Minha dúvida é sobre o comprovativo de meios de subsistência, pois meu pai será meu responsável, porém ele não declara imposto de renda, ele é aposentado, e estou pensando em apresentar algum documento que prove isso junto do termo de responsabilidade e meus extratos de bancos também, mas estou com medo pela questão do IR. Obrigada pela ajuda com seu post.
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Fernanda, não sei como funciona neste caso. Se possível, quando tiver resposta do Consulado, avisa aqui. Abraços.
  37. ReplyMAIKELY
    Olá Gabi, adorei seu blog. Muito obrigada pelas informações muito úteis. Gostaria de te perguntar só algumas dúvidas, a declaração do próprio requerente. Preciso registrar firma? Por conta da assinatura. E a Declaração, Requerimento e Acta de Entrevista é só preencher e imprimir, ou preciso registrar firma também??? Sou de Santa Catarina também (cidade mais fria do Brasil,aquela que neva, São Joaquim hahahhaa). Então vou tirar em Curituba também. Só pra eu entender bem certinho, reuno todos os documentos e tal e dai foi a vice consulado em Curitiba sem precisar mancar data?? Levando todos os documentos e aí depois eles só me enviam com o visto já pronto?? Desculpa tanta dúvida ta, muita obrigada!! Abraços
    • ReplyGabriela Olem
      Oi! Não precisa reconhecer firma dos documentos que citaste. Tudo o que precisava reconhecer firma ou autenticar eu coloquei no post. Sim, é ir sem agendar, entregar a documentação e pronto, esperar pelo visto. abraços!
  38. ReplyMAIKELY
    Olá Gaby, obrigada pelas dúvidas anteriores. Gostaria de saber mais um detalhe, espero que consiga me ajudar. Sobre o comprovativo da existência de meios de subsistência em Portugal. Eu mesma que irei custear minha estadia lá, então você comentou no blog que tenho que fazer uma declaração, e imprimir o saldo da minha conta bancária isso. Só queria ver contigo se sabe a quantia mínima que eles pedem, por dia ou mês.Quanto preciso ter em conta, vou passar 5 meses la. E será que só com o saldo da conta bancária eles aceitam? MUITOOOOO OBRIGADA MESMO!!! Abraços :)
    • ReplyGabriela Olem
      Eu não sei essa informação... :/
  39. Replyana
    Oi!!!! Questão rapidinha: em que site que dá pra acompanhar o andamento do processo do pedido de visto? No mesmo que fizemos login pra preencher requerimento e imprimir boleto?? Pq no meu nao aparece nada, só que eu estou cadastrada ( e já fazem 7 semanas que eu entreguei os docs aqui em Porto Alegre - eles enviam pra SP). Obrigada
  40. Replyraquel
    Olá ... tomara que consiga me ajudar . Meu filho recebeu a carta de aceite muito tarde e o visto de estudante demora demais. A matrícula na universidade encerra dia 08 de agosto . Será que é possível ir como turista e fazer a matrícula e depois retornar para requerer o visto ? Dispomos de menos de 20 dias . acredito que é impossível liberarem o visto nesse prazo mas não queríamos perder a matrícula . Obrigada!
    • ReplyGabriela Olem
      Para fazer a matrícula não é preciso estar presencialmente... Isso pelo menos na maioria das instituições de Portugal.
  41. ReplyMarlon
    Olá, dia. Acompanho seu blog e estou preparando meus documentos para o visto de residência em Portugal para estudar no Porto. Me surgiu uma dúvida na hora de preencher o visto schengen, não sei se poderá me ajudar. No item 32. de susbsitencia, tem patrocinador e requerente. Meu tio será responsável pela minha estada e manutenção e já fez o termo de responsabilidade, devo assinalar, neste caso patrocinador, certo? Obrigado. Abraços,
  42. ReplyPAULO SILVEIRA
    BOM DIA GABI Quando entregamos toda a documentação, nos foi enviado um login e senha. em que site, podemos acompanhar o andamento do processo de retirada do visto de residência. no aguardo, Sds Paulo Silveira
    • ReplyGabriela Olem
      Acho que é por aqui: http://www.secomunidades.pt/vistos/index.php?option=com_content&view=article&id=163&Itemid=143&lang=pt
  43. ReplyKaren
    Olá, Gabriela! Parabéns pelo blog, adoro suas postagens! Minha dúvida é em relação a carta de aceite. Vou fazer uma licenciatura de 3 anos e na certidão de matrícula que me mandaram não tem a duração, apenas que estou matriculada para o ano lectivo 2017/2018 e o vice-consulado de Fortaleza recomendou que eu pedisse outra carta, porque estou solicitando o visto de residencia. Se for até 1 ano, o visto seria de estada temporária. Pelo que entendi, a documentação vai para outro consulado e o perigo é que não entendam que a duração é maior que 1 ano. A instituição de ensino não está querendo emitir a carta com as informações que preciso, pois dizem que não podem assegurar que eu irei renovar a matrícula para os 2 anos lectivos seguintes. :/ Estou muito apreensiva, pois isso implica que sem visto de residencia, não poderia solicitar o reagrupamento familiar! Na sua carta, veio explícita a duração total do seu curso, ou plano de curso?
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Karen, no documento que me enviaram não tinha a duração do meu curso e o consulado de SP aceitou...
      • ReplyKaren
        Obrigada, Gabriela! Insisti com a faculdade e eles acabaram me mandando a carta com a duração do curso, e dei entrada no consulado, deu certo. Agora só aguardar o visto sair!
  44. ReplyLiz
    Olá Gabriela, tudo bem? As dicas me ajudaram muito. Queria saber como vc conseguiu acompanhar o seu pedido de visto pela internet? Enviei meus documentos pelo consulado de Curitiba, já está em análise em SP, mas não encontro em lugar nenhum no site do Consulado de SP a opção de acompanhar o pedido... Obrigada!
    • ReplyGabriela Olem
      Oi, acompanhei pelo site do Consulado de SP. :)
  45. ReplyVinícius
    Muito bom seu blog! Parabéns aos envolvidos, foi a melhor fonte de informação que achei em todo o Google (falo isso porque acho que é o maior elogio que um blogueiro pode receber hahaha)! Gostei especialmente do post #3 que fala sobre as partes burocráticas (ninguém gosta das partes burocráticas mas é muito importante falar). Chego em Lisboa no fim deste mês e espero que tudo corra bem apesar de ser uma cidade bem mais complicada que Aveiro. Com relação ao Visto vou deixar aqui meu relato sobre o meu processo iniciado em Agosto de 2017 no Consulado do Rio de Janeiro. Espero ajudar algum interessado futuramente: Para quem vai aplicar para visto no Consulado de Portugal no Rio de Janeiro é preciso dizer: o site não funciona corretamente há meses, seja para visto, para cidadania, etc. O agendamento que teoricamente deveria ser feito exclusivamente online torna-se impossível uma vez que sempre aparece uma mensagem dizendo que não há nenhum horário disponível para agendamento. Ainda no site, o que é informado é que o agendamento precisa ser feito OBRIGATORIAMENTE online e é pedido repetidas vezes para que ninguém se dirija ao consulado sem que esteja com o agendamento marcado. Nada mais contraditório! Na prática, o que aprendi na minha experiência é que é praticamente impossível realizar o agendamento online. Eu tentei por semanas agendar minha entrevista para visto e, pesquisando na internet, vi relatos de pessoas tentando há até 4 meses diariamente o agendamento e recebendo sempre a informação de que não existem horários disponíveis. No meu desespero procurei até mesmo um despachante que realizasse esse agendamento, pelo que me foi cobrado R$ 600,00 (fora os custos do Consulado!) e foi dado um prazo de 30 dias somente para o agendamento. Como no meu caso eu estava com urgência para obter o visto, no dia 03/08/2017 eu resolvi me dirigir diretamente ao Consulado (Rua São Clemente, 424, Botafogo), onde verifiquei que existiam duas filas, uma para pessoas com agendamento e outra para informações e para “não-agendados”. Ao conversar com pessoas da fila, o que me foi dito foi que era possível conseguir um agendamento ao entrar na fila de informações/não-agendados, contanto que se chegasse lá bem cedo. Apesar de já ser quase 11h da manhã (o Consulado abre às 8h) eu resolvi tentar mesmo assim. Decisão mais que acertada. Após esperar rapidamente na fila (com aproximadamente 5 pessoas na minha frente), fui atendido por um funcionário que prontamente anotou meu nome e me agendou para o dia 22/08/2017, tudo muito fácil, como se fosse esse o procedimento correto a se tomar. Não sei se é sempre fácil assim ou se o foi por se tratar de início de mês ou até mesmo porque eu dei sorte. Não sei. Apenas achei que seria válido compartilhar essa experiência com quem está tentando diariamente o agendamento online, principalmente porque eu mesmo já estava quase desistindo e achando que jamais conseguiria. Mais uma dica para quem, como eu, está aplicando para visto por conta de estudos em Portugal. No site é informado que um dos documentos imprescindíveis para a aplicação é a “carta de aceitação” da faculdade portuguesa. Justamente por esse motivo eu precisei esperar para uma data perigosamente perto do início das aulas para tentar o visto. No entanto, conversando com o atendente do consulado me foi informado que também era aceito o comprovante de CANDIDATURA na universidade desejada, o que pode ser obtido antes mesmo da divulgação da seriação dos candidatos. Se eu soubesse dessas duas dicas antes poderia já estar com tudo resolvido há semanas. Justamente pela dificuldade que tive em obter informações a esse respeito de outras pessoas que passaram por isso que eu resolvi escrever esse post. Espero ajudar alguém. Então não esqueçam: por mais que o site insista que tudo deve ser realizado pela internet, em caso de problema SEMPRE vale ir presencialmente ao Consulado e conversar com os atendentes. Boa sorte a todos!
    • ReplyGabriela Olem
      Oi Vinícius! Muitíssimo obrigada pelos elogios e pelo relato. :D Quando chegar em Portugal, pode falar com a gente que ajudamos na conta bancária, e você estará nos ajudando de volta. ^^ Abração e boa viagem.
    • ReplyPedro
      Boa Tarde, Vinícius! tudo bem? Dei entrada no mesmo dia do que você para o visto de residência, porém no Consulado em Belo Horizonte e até hoje o meu pedido está "Em Análise". O seu está em que "fase"? Já foi dado o parecer pelo SEF? Um grande abraço!
  46. ReplyDante
    Olá Gabriela. Primeiramente parabéns pelo conteúdo e a qualidade das informações do blog. Tem sido minha principal fonte de informações. Tenho algumas dúvidas que te agradeço muito se puder me ajudar: 1 - O apostilamento de Haia tem validade para o Histórico Escolar, Diploma e Certidões de Nascimento ou posso fazê-lo em qualquer momento, mesmo sem saber se darei entrada agora ou daqui a 6 meses? 2 - É preciso fazer apostilamento das certidões de nascimento? 3 - Quando vocês fizeram o reagrupamento familar, eles exigiram de vocês um valor referente a um mês ou ao período de 12 meses? Qual valor? 4 - Li que é preciso reconhecer firma das assinaturas do histórico. Sabe como poderia proceder no caso como o meu, em que a minha universidade fechou a anos? Desde já, agradeço.
  47. ReplyLaracapi
    Olá Gabriela, muito obrigada por ajudar! Por favor você poderia me dizer se o comprovante de morada que você enviou pelos correios para o consulado de São paulo foi o original? Precisou só do último mês ou tiveram q ser dos últimos 3 meses? A certidão de casamento que você apresentou pelo documento estar em nome do seu marido, precisou ser uma certidão original ou apenas uma cópia autenticAda? E precisou ser a certidão de inteiro teor? Desde já, grata!! Boa sorte pra vc e muito sucesso :)
    • ReplyGabriela Olem
      Sinceramente, não lembro agora se foi a conta original... E foi cópia autenticada de uma certidão comum, não era inteiro teor. ;)
  48. ReplyPaulo sergio
    Ola pessoal, vou estudar em Coimbra um curso sera de Fevereiro a Maio, portanto 4 meses .... devo ficar no maximo 5 meses em Portugal.... portanto menos q 6 meses. Preciso do visto de estudante? Paulo
    • ReplyGabriela Olem
      Idealmente, sim! O visto de estada temporária.
  49. ReplyJuliana
    Parabéns pelo excelente blog!!! Gostaria de saber quanto tempo levou desde sua candidatura na faculdade até sua matrícula/carta de aceitação. Obrigada!
    • ReplyGabriela Olem
      Me candidatei em abril, final de maio saiu o resultado, começo de junho me matriculei (e já pedi a carta) e cerca de uma semana depois da matrícula recebi a carta.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

Você pode utilizar tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>